Câncer de pele: dezembro laranja incentiva a prevenção

By 30 de novembro de 2018Blog
Dezembro laranja é a campanha de prevenção do câncer de pele

Câncer de pele: redobre os cuidados no verão

Câncer de pele é um dos mais comuns no Brasil e este é o mês de uma campanha muito importante, a de prevenção contra o câncer de pele, também conhecida como Dezembro Laranja. E a chegada do verão não é uma coincidência para a escolha do mês de dezembro.

Esta é uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia e tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre os cuidados com a pele, especialmente no verão, quando a exposição ao sol é muito maior e nem sempre a proteção da pele é adequada.

O Brasil é um país tropical, com mais de 7,4 mil quilômetros de litoral, fora as praias de rios e represas que também servem como área de lazer no verão. Muita gente gosta de se bronzear, de ficar horas deitado sob o sol para pegar aquela corzinha de verão. Esse comportamento aumenta e muito o risco de uma pessoa desenvolver câncer de pele.

Que tal fazer uma análise profunda e detalhada da sua pele? Conheça o Visia! Clique aqui.

Sobre o câncer de pele

O câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 180 mil novos casos. O tipo mais comum, o câncer da pele não melanoma, tem letalidade baixa, porém, seus números são muito altos.

Agora, os tipos de câncer de pele mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele.

Quanto mais cedo for diagnosticado o câncer da pele, mais fáceis são as chances de cura da doença. E a prevenção é sempre o melhor caminho e é isso que o Dezembro Laranja quer reafirmar e incutir na cabeça e nos hábitos de toda a população brasileira.

E o que fazer para se prevenir?

Atenção para algumas orientações básicas:

–  melhor período de exposição ao sol: até 10h da manhã e após às 15h;
– obrigatoriedade de uso de filtros solares com FPS 30, no mínimo, diariamente, mesmo que não esteja na praia ou piscina;
– uso de bonés e chapéus para proteção do rosto, pescoço e colo;
– fazer um autoexame periodicamente, observando o surgimento ou alteração de manchas e pintas.

Previna-se e cuide também da sua família, especialmente as crianças. E se você suspeitar de alguma mancha, procure atendimento médico o mais rápido possível.