Botox no terço superior da face

By 1 de Janeiro de 2019Blog
Botox para tratar rugas na testa e região do olho

Botox na região dos olhos e testa para acabar com as rugas profundas

Botox no terço superior da face é o assunto de hoje. Essa região que pega área dos olhos, testa, glabela e, quando necessário, essa área do nariz.

O que a gente pensa quando se fala de toxina de terço superior?

É a toxina mais estética, o Botox que melhora as linhas de expressão, que faz essa prevenção de envelhecimento, prevenção de marcação das rugas.

Em relação aos locais a gente faz nos pezinhos de galinha, que são as rugas da musculatura periorbitária. A gente faz no nariz, nas chamadas Bunny Lines, as rugas de coelhinho que aparecem quando você franze o nariz ao sorrir, você acaba conseguindo trazer o nariz para cima, fazendo essa linha marcar. É uma linha chata de tirar.

A gente faz também na musculatura da glabela, essa parte entre as sobrancelhas, nos músculos corrugadores e o prócero. Eles vão contrair um sobre o outro fazendo aquele 11 na testa, como a gente chama, que é uma ruga chata também de tratar, porque, além da linha, ela acaba fazendo uma quebra da gordura profunda com essa marca da musculatura, aí você acaba perdendo volume e acaba tendo que fazer, além do Botox, preenchimento ou laser para tirar essa marca. Então, para mim, é uma das rugas mais chatas de tratar, por isso é tão importante prevenir.

Tem também as rugas da testa, que são normalmente aquelas rugas horizontais que vão marcando pelos movimentos naturais que a gente tem. E muita gente, além de subir a testa, desce o couro cabeludo. Então tem a ruga que vem de baixo para cima e outra de cima para baixo, então compensa uma na outra e dá aquela ruga profunda e também super difícil de tratar.

Toxina de terço superior é isso, uma toxina estética, que a gente faz para prevenção de rugas. A toxina botulínica não tira rugas, ela faz com que essas rugas não apareçam. A partir do momento que você já tem linhas ela faz com que essas rugas não piorem, então você está sempre repondo, retocando essa toxina para que você paralise o seu processo de envelhecimento nessas rugas.

Em relação ao objetivo de toxina botulínica em terço superior seria realmente estético e você acaba tendo alguns benefícios não estéticos mesmo fazendo só para prevenção de rugas. Por exemplo, você acaba tendo uma melhora de dor de cabeça mesmo que você não faça especificamente para tratar a dor de cabeça.

Quer parecer uma top model? Clique aqui e veja como isso é possível!

Em relação à quantidade utilizada, quanto deve ser utilizado?

Eu preciso ver você para saber quanto o seu músculo contrai e onde ele quebra para saber qual a quantidade que eu tenho que colocar por ponto para conseguir realmente paralisar aquele músculo. Isso vai depender da força muscular de cada pedacinho do seu rosto, vai depender do jeito que você movimenta o seu rosto.

Tem gente que me pergunta se fazendo o Botox na testa dá para arquear a sobrancelha. Nem sempre, porque depende de como que estão dispostas as suas fibras musculares. Às vezes você tem rugas em locais que impedem a gente de conseguir arquear sua sobrancelha, a gente teria que deixar só aquela ruga e aí fica estranho.

A quantidade de utilizada é extremamente variável.  Tem pacientes que usam 6 unidades e outros usam 80, dependendo do que for fazer, então o preço é proporcional à quantidade que a gente vai gastar de produto. Realmente é muito difícil a gente dar preço sem ver o paciente.

Rugas ativas X rugas passivas

Só para detalhar um pouquinho mais, a gente tem no rosto as rugas ativas e passivas. As ativas que são produzidas só quando você movimenta: você sorriu, aquela ruga marca, parou de sorrir, essa ruga não existe mais. Isso é uma ruga ativa e esta ruga a gente quer impedir que vire passiva fazendo a toxina botulínica. A gente não quer que essa ruga marque, que ela faça riscos no seu rosto de forma que quando você está sério, parado, ela já está marcada. Isso já é uma ruga passiva e o objetivo do Botox é prevenir essas rugas de aparecerem.

Uma coisa que as pessoas vêm se queixando muito é sobre as rugas em baixo dos olhos, querendo fazer o Botox nessa região. Acontece que se a gente paralisar essa musculatura, na hora que você sorrir este movimento não vai acontecer. E, inclusive, o bombeamento de sangue acontece aqui e ele faz uma certa drenagem linfática, então quando a gente paralisa essa parte inferior, além de você impedir o sorriso do paciente, você vai fazer uma bolsa enorme nesses baixo dos olhos. Por isso não se deve chegar com a toxina muito em baixo do olho.

E mesmo quando você não chega com a toxina muito para a parte de baixo dos olhos tem pacientes que têm essa tendência de formar bolsa, ou por tendência  

alérgica ou pela própria anatomia do rosto. Então você acaba tendo um pouco de edema infraorbitário, aquele olho de quem acaba de acordar, e aquilo fica um pouco permanente durante algumas semanas. Não é um erro de técnica, não é porque o médico não quis fazer, realmente não se faz toxina nessa região.

E eu sempre falo que o Botox não é um tratamento para ser usado isoladamente em muitos casos. Um paciente que começa a fazer toxina jovem, que começa a fazer isso para prevenção mesmo, que ainda não tem nenhum problema instalado, realmente ele vai acabar fazendo só toxina durante alguns anos. Agora, um paciente que já tem linhas marcadas, acaba sendo paciente que já está na faixa etária de ter flacidez associada, ter perda de volume.

Muitas vezes o paciente chega com uma história de que sempre fez botox e a ruga nunca saiu. Então a gente tem que falar para esse paciente a dura realidade: é porque você envelheceu.  

Às vezes você envelheceu, ou você emagreceu, mas por qualquer motivo você teve uma perda de volume, de elasticidade, de firmeza, e aí você precisa corrigir isso para que você tenha o efeito real de paralisia das rugas. Muitas vezes o movimento de outras partes do rosto faz com que a pele dobre e marque, então é preciso associar tratamentos que vão melhorar a elasticidade, vão melhorar o volume principalmente.

Nessa parte periorbitária é muito comum a gente associar preenchimentos, seja o preenchimento para volumizar, quando a perda já foi grande, ou às vezes Skin Boosters, preenchimentos mais fluidos que vão estimular colágeno na região e vão fazer um tratamento mais de engordamento daquela pele para realçar o resultado da toxina e “aumentar a durabilidade” do efeito.

Previna-se contra o câncer de pele. Clique aqui e confira nossas dicas.

Botox é um dos procedimentos que a gente mais deve ter confiança no profissional, porque é um procedimento que você vai fazer para o resto da vida, de 6 em 6 meses. Confiar que aquele profissional está atualizado e aceitar que os tratamentos vão mudando, confiar que esse profissional está se atualizando também em você, no seu envelhecimento com o passar dos anos. Que ele consiga te deixar sempre natural, mas não abusando na quantidade de toxina, que pode deixar o seu rosto completamente paralisado e feio.

É melhor a gente deixar o seu rosto natural, com a mínima mímica natural, da maneira que você sorri, que você se expressa, mas sem marcar aquelas rugas que vão acontecendo. Para isso a gente não pode fazer exageros na quantidade de toxina, a gente tem que associar outras técnicas.

Nos próximos posts a gente vai falar sobre outras áreas onde a toxina pode ser injetada e os benefícios em cada uma delas.