Boca triste

By 27 de Março de 2019Blog
O que é e como tratar a boca triste?

Boca triste: tratamentos para resolver o problema

Boca triste? O que é isso?

É aquela boca que você olha no espelho e se vê com uma cara triste, mesmo estando muito alegre.

O que a gente percebe é que a boca vai perdendo a sustentação e os ângulos vão virando para baixo. Isso dá um aspecto de boca de choro, deixando o rosto triste mesmo quando você está muito alegre.

 

E como resolver esse problema?

É preciso pensar nas causas dessa boca triste. Por que a boca caiu? Por que o cantinho virou?

Muita gente chega ao consultório dizendo que quer fazer preenchimento nos lábios porque a boca está caída. E não é por aí, não foi a boca que caiu, mas todas as estruturas que sustentam a boca, as estruturas laterais que precisam ser cuidadas, como se fossem pilares da boca, para que ela volte para o lugar.

Mesmo em caso de bocas tristes inatas, quando a pessoa tem um desenho com o ângulo voltado para baixo, é possível melhorar esse desenho.

A boca triste ocasionada por envelhecimento é mais simples, a gente consegue devolver mais fácil do que transformar. A transformação de uma boca que sempre teve a angulação voltada para baixo é mais complicada, mas pode ser feita.

Em primeiro lugar é preciso analisar o que foi perdido nessa região. O que é necessário reestruturar? Onde estão os afundamentos que foram se perdendo com o tempo e que remodelaram essa área?

Normalmente a gente tem uma perda óssea nessa região inferior dos dentes, que causa uma remodelação da gordura e até da musculatura, da própria mímica facial, do jeito de falar.

Isso vai causando afundamentos na região abaixo do lábio inferior e é justamente a área que faz o pilar da boca.

Ao mesmo tempo em que isso ocorre, a boca cai. E a boca caindo, junto com esse afundamento, a gente ganha um outro problema muito indesejado que é a bochecha de Bulldog.

Clique aqui para saber o que é e como tratar o umbigo triste.

 

Estrutura

Abordando a boca triste é preciso pensar primeiramente na estrutura. Como isso pode ser estruturado?

Através de volumização, de pilares que vão ser injetados, inseridos ao redor da boca para deixá-la bem sustentada.

Podemos também usar bioestimuladores, para melhorar a elasticidade da pele, para conseguir uma firmeza maior.

Em segundo momento vamos pensar no queixo.

O queixo diminuiu de tamanho? Ele está com uma angulação legal? Muitas vezes para tratar a boca triste é necessário estruturar o mento.

Nós tratamos o mento, a lateral, os sulcos laterais que estão muito afundados e acabam caindo em volta da boca. Existe uma necessidade de dar uma puxada lateral, de mexer no sulco nasolabial?

O tratamento de boca triste, na verdade, é o tratamento da periferia toda ad boca. A gente precisa sustentar essa boca e depois, em último momento, pensar em um refinamento e na volumização dos lábios.

Aí vamos embelezar os lábios, depois de sustentar, de tratar o envelhecimento, nós vamos desenhar.

Se a sua boca está triste, vamos programar o seu tratamento, fazer uma estruturação para ficar com um resultado natural, bonito, sem sair preenchendo o lábio. Senão você vai ter um lábio de pato, grande e com o resto murcho. Você vai ficar insatisfeita e gastar dinheiro à toa.

Esse tipo de tratamento tem que se programado e planejado por um profissional que entende de harmonização facial e que estuda todas as estruturas que estão intimamente ligadas em nosso rosto.