Umbigo triste

By 21 de Março de 2019Blog
Seu umbigo está triste? Saiba como melhorar!

Umbigo triste: como corrigir esse problema?

 

Umbigo triste. Já olhou para o seu umbigo e ele pareceu triste? Eu ouço muito isso no consultório.

Umbigo triste? O que é isso?

É quando o umbigo começa a ter uma angulação para baixo, como se fosse uma boca triste. Isso acontece pela dificuldade de sustentação de todas as estruturas que estão ali em volta.

Normalmente por gestação, ganho e perda de peso e outras coisas que ocorrem na região abdominal em relação à elasticidade, até o próprio envelhecimento, mesmo sem esticamento da pele, que vão acarretar nessa perda de sustentação.

E quando você olha no espelho o que chama a atenção no seu abdômen é o umbigo. Ele é o ponto de referência, o ponto central e se ele está sem harmonia vai chamar a atenção.

 

Para tratar o umbigo triste é necessário saber as causas.

O que tem que ser abordado primeiro? Qual a causa dessa tristeza?

Normalmente a causa vem da parte abdominal superior, a parte acima do umbigo. O que pode ter acontecido ali?

Problemas musculares: flacidez muscular, falta de atividade física, flacidez muscular acarretada por gestações ou até por problemas musculares.

Essa perda de sustentação muscular no abdômen superior vai fazer com que o seu abdômen fique menos firme e sofra uma leve queda, podendo também causar impressão de umbigo triste.

Outra coisa que pode acontecer é a diástase abdominal, quando há um distanciamento do músculo reto abdominal, o músculo do tanquinho.

Quando a gente engravida, por exemplo, esse músculo descola e depois ele cola, mas às vezes isso não acontece e ele fica com um pequeno afastamento que é a diástase. Isso faz com que haja menos sustentação no abdômen também e acarreta uma impressão de umbigo triste.

Outra parte importante de pensar é a flacidez de pele, que é o que mais diretamente causa a questão do umbigo triste, uma causa direta de falta de sustentação na parte superior do umbigo pela diminuição da elasticidade.

A gente tem que pensar em abordar as causas da flacidez e tratá-la, não só pensar diretamente no umbigo, principalmente na parte superior, para a gente puxar essa pele, para que o umbigo fique sorridente de novo.

Também precisamos pensar nas gorduras, o acúmulo de gorduras ao redor do umbigo. Às vezes a gordura localizada periférica causa uma impressão de um umbigo pouco harmônico, ele perde o formato pela deposição de gordura.

À medida que a gente vai envelhecendo, pelos hormônios irem se diferenciando, a deposição de gordura abdominal modifica muito.

 

E como tratar tudo isso?

A diástase abdominal é tratada cirurgicamente. Deve ser buscado um cirurgião geral ou um cirurgião plástico para avaliar se no seu caso é realmente necessária a cirurgia.

Em alguns casos se consegue um bom resultado com atividade física. Ela fortalece a musculatura do reto abdominal e você consegue aproximar bastante essa costura do músculo, diminuindo essa sensação de não sustentação.

A mesma coisa para a flacidez muscular. A musculação e a atividade física vão fazer com que essa musculatura se sustente e melhore o aspecto do abdômen.

Em relação à flacidez de pele, é preciso pensar primeiro no grau dessa flacidez. É uma flacidez generalizada, que está no abdômen superior e no inferior? Existe dobra de pele? Há possibilidade de resolver isso de forma não cirúrgica?

Se a flacidez não for muito intensa, for sem dobras, é possível pensar em tratamentos não invasivos, não cirúrgicos.

 

Estímulo de colágeno

É importante tratar pensando em estímulo de colágeno e melhorando a qualidade da elasticidade. Isso a gente consegue por bioestimuladores, que vão estimular o seu próprio organismo a produzir colágeno, dentre eles os fios Silhouette Soft e o Sculptra.

O laser de CO2 fracionado também é um tratamento estimulador e pode ser feito em abdômen completo. Pode ser feito mais forte na região do umbigo para tratar, inclusive, as rugas que se formam pelas dobras. O umbigo vai ficando além de triste enrugado! Então o laser de CO2 deixa esse umbigo mais lisinho.

A radiofrequência é um tratamento muito utilizado para flacidez abdominal, também para manutenção quando são feitos outros tratamentos. É legal fazer a radiofrequência 1 ou 2 vezes por ano para manter sempre um saldo positivo em relação à formação de colágeno, em contrapartida com o seu envelhecimento.

Um outro tratamento para a gordura é modelar para deixar a barriga mais lisa e homogênea, isso com tratamentos que vão melhorar a gordura localizada, como a lipo enzimática, a criolipólise e a lipo sem cortes, que é a ultracavitação.

A escolha deles vai depender se a gordura é muito localizada ou mais espalhada.

Umbigo triste tem jeito. Vamos deixar a sua barriga mais retinha, mais lisinha. Realmente incomoda quando a gente vai colocar um biquíni, ele tira o foco da beleza do resto.

Vale a pena fazer uma avaliação e ver se o seu umbigo triste pode ser resolvido com tratamentos mais simples e não cirúrgicos.