Dor na relação sexual – rejuvenescimento íntimo

By 9 de Maio de 2019Blog
Dor ao fazer sexo não é normal e precisa ser tratada.

Dor na relação sexual: por que isso acontece?

 

Você tem dor na relação sexual?

Um dos problemas mais importantes no envelhecimento genital é a perda da lubrificação. Por que isso acontece?

A lubrificação vaginal é intimamente ligada ao estrogênio, que é o hormônio feminino.

Com o passar dos anos o estrogênio vai tendo uma queda, dando lugar para a testosterona, que é um hormônio masculino.

Isso faz parte do envelhecimento de toda mulher. Isso é a androgenização da mulher por causa da chegada da menopausa.

Essa baixa de estrogênio vai causando uma atrofia da mucosa vaginal, um afinamento dessa mucosa, que é onde é produzido o muco, a lubrificação.

 

Problemas da falta de lubrificação

Com essa lubrificação diminuindo, a sua vagina começa a ficar mais ressecada e isso causa desconforto em diversas situações.

O mais importante, mais presente nas queixas femininas, é a dificuldade de ter relação sexual sem dor, porque se você não tem um deslizamento entre vagina e pênis você tem um atrito.

Esse atrito vai acarretar em fissuras e machucados, tanto no pênis quanto na vagina, tornando a relação desconfortável e, muitas vezes, intensamente dolorosa.

É muito comum esse problema e muitas mulheres que não têm coragem de se queixar nem para a própria ginecologista, porque têm vergonha de falar isso pessoalmente.

Algumas mulheres têm relação há muitos anos, é casada há muitos anos, mas nunca teve prazer, sempre sentiu dor. E essa dor é extremamente desconfortável, porque o sexo é para ser um momento de intenso prazer e não de dor.

Essa dificuldade de lubrificação também pode acarretar problemas de saúde na vagina. Por essas microfissuras existirem você tem uma tendência à mudança da flora vaginal e pode ter mais vaginoses, como candidíase, e isso acarretar em desconfortos maiores, além da relação sexual.

Algumas mulheres reportam coceiras, por esse ressecamento estar mais intenso e esse é um aspecto que tem que ser observado mesmo na mulher que não tem vida sexual ativa.

 

Pequenos lábios muito grandes

Outra queixa muito comum e que também costuma ser anônima, é das mulheres que têm vergonha da própria vagina.

Elas deixam de ter relações sexuais, não se envolvem com homens porque têm vergonha de tirar a calcinha.

A vagina é composta pelos grandes lábios, que é a parte gordinha onde ficam os pelos, e os pequenos lábios, que ficam dentro dos grandes lábios e são mais molhadinhos.

Muitas mulheres têm esses pequenos lábios grandes e eles acabam ficando muito aparentes em comparação à vagina como um todo e chamando a atenção.

Isso gera um desconforto estético que muitas vezes atrapalha a vida social e a vida íntima dessa mulher.

Existe tratamento para isso, que serão abordados ao longo dessa série.

O aumento dos pequenos lábios, é interessante ressaltar, que na puberdade, com a alta de hormônios, a vagina vai tomando outras formas.

Os hormônios vão agir na região genital, modificando a parte externa, que deixa de ter um aspecto de menina e começa a ter o aspecto de uma vagina de mulher, tanto quanto modificando a parte interna.

Os pequenos lábios sofrem a ação intensa desses hormônios e, em alguns casos, quando a genética manda, eles tendem a crescer, a escurecer e mudar esse aspecto mesmo.

Ao longo dessa série especial sobre o rejuvenescimento íntimo nós vamos falar desse envelhecimento e também dos tratamentos que existem para esses problemas que tanto incomodam.