Ainda dá tempo de preparar a pele para o final de ano.

Final de ano: você está preparada para as festas?

By | Blog

Final de ano: dá tempo de preparar sua pele para as festas

Final de ano chegando e talvez você esteja se olhando no espelho e pensando que poderia estar com uma aparência muito melhor, mais jovem, com a pele mais limpa, radiante e viçosa. Talvez o seu maior problema seja com alguma gordurinha que está fora do lugar, em excesso, atrapalhando aquele look incrível do seu reveillon.

O tempo passou voando, mas não pense que o ano já acabou! Ainda dá tempo de você se preparar para as festas de final de ano e ficar ainda mais linda para as celebrações e festividades que se aproximam.

Você sabe o que é top model look? Clique aqui e saiba mais.

Tratamentos faciais

As rugas de expressão, por exemplo, podem ser amenizadas a com toxina botulínica. Isso vai deixar sua expressão mais leve e jovial, tirar aquela aparência de cansaço natural nessa época do ano. Os skinboosters e o microagulhamento também podem ser grandes aliados nessa tarefa.

Para tratar uma flacidez mais acentuada no rosto, melhorar aquela aparência de bulldog que se forma no contorno da sua mandíbula, podemos contar com o ácido hialurônico ou fios de sustentação. O resultado é imediato, elevando o rosto e atuando diretamente no rejuvenescimento facial.

Será que uma máquina é capaz de fazer uma análise da pele? Clique aqui e descubra.

Tratamentos corporais

Agora, se você está sofrendo com algumas gordurinhas extras, a tecnologia também está ao seu lado para ajudar a reduzir medidas, celulite e deixar você mais confortável para escolher a roupa que quiser usar nas festas. O Medcontour é um grande exemplo. Indolor e não invasivo, esse método vai auxiliar na eliminação dos pneuzinhos.

Limpeza de pele, peeling, drenagem linfática, plataforma vibratória… temos diversas alternativas para ajudar você neste final de ano. Então agende seu horário, faça uma avaliação e fique ainda mais linda neste final de ano.

Dezembro laranja é a campanha de prevenção do câncer de pele

Câncer de pele: dezembro laranja incentiva a prevenção

By | Blog

Câncer de pele: redobre os cuidados no verão

Câncer de pele é um dos mais comuns no Brasil e este é o mês de uma campanha muito importante, a de prevenção contra o câncer de pele, também conhecida como Dezembro Laranja. E a chegada do verão não é uma coincidência para a escolha do mês de dezembro.

Esta é uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia e tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre os cuidados com a pele, especialmente no verão, quando a exposição ao sol é muito maior e nem sempre a proteção da pele é adequada.

O Brasil é um país tropical, com mais de 7,4 mil quilômetros de litoral, fora as praias de rios e represas que também servem como área de lazer no verão. Muita gente gosta de se bronzear, de ficar horas deitado sob o sol para pegar aquela corzinha de verão. Esse comportamento aumenta e muito o risco de uma pessoa desenvolver câncer de pele.

Que tal fazer uma análise profunda e detalhada da sua pele? Conheça o Visia! Clique aqui.

Sobre o câncer de pele

O câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 180 mil novos casos. O tipo mais comum, o câncer da pele não melanoma, tem letalidade baixa, porém, seus números são muito altos.

Agora, os tipos de câncer de pele mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele.

Quanto mais cedo for diagnosticado o câncer da pele, mais fáceis são as chances de cura da doença. E a prevenção é sempre o melhor caminho e é isso que o Dezembro Laranja quer reafirmar e incutir na cabeça e nos hábitos de toda a população brasileira.

E o que fazer para se prevenir?

Atenção para algumas orientações básicas:

–  melhor período de exposição ao sol: até 10h da manhã e após às 15h;
– obrigatoriedade de uso de filtros solares com FPS 30, no mínimo, diariamente, mesmo que não esteja na praia ou piscina;
– uso de bonés e chapéus para proteção do rosto, pescoço e colo;
– fazer um autoexame periodicamente, observando o surgimento ou alteração de manchas e pintas.

Previna-se e cuide também da sua família, especialmente as crianças. E se você suspeitar de alguma mancha, procure atendimento médico o mais rápido possível.

Hoje os médicos podem contar com um poderoso aliado na análise da pele de seus pacientes, o Visia.

Visia: uma análise completa da sua pele

By | Blog

 

O Visia responde se você está bem para sua idade!

Vamos falar do Visia! “Doutora, eu estou bem para minha idade?” Essa é uma pergunta que eu ouço muito no consultório. Na verdade essa pergunta tem uma resposta muito subjetiva quando feita para uma pessoa. E se você perguntasse para um robô, para um aparelho que não vai ficar com dó de você, que não vai mentir para. Que não vai nem acariciar e nem fala muito mal de você, dependendo do humor que ele estiver.  

Conheça o Visia

Esse aparelho existe e se chama Visia. É uma câmera extremamente potente, que faz uma análise do rosto da pessoa em 3D. Ele consegue ver todas as partes e as camadas da sua pele, tanto da parte mais externa quanto a parte mais profunda.

O Visia faz uma análise das suas rugas, das suas manchas, dos seus poros e até dos seus pelinhos faciais. Ele consegue ver, inclusive, as bactérias que estão populando os poros da sua pele. Esse equipamento tem uma tecnologia importada, com uma câmera extremamente potente que consegue realmente enxergar tudo isso.

Além disso, o software que vem com esse aparelho consegue colocar você no banco de dados mundial, que compara você com as pessoas da sua raça, do seu sexo e da sua faixa etária. Ele responde, claro que não tão objetivamente, mas consegue colocar você no gráfico que vai lhe posicionar em cada um desses aspectos e mostrar como você se encontra em comparação com as outras pessoas.

Seu cabelo está caindo muito? Clique aqui e veja o que fazer para cuidar desse problema.

Por que me submeter à análise do Visia?

Aí você se pergunta: “para que eu vou fazer esse exame? Para que eu vou fazer essa análise? Para me envaidecer ou para me entristecer?”

Na verdade ele é uma ferramenta que o médico pode ter em suas mãos para otimizar sua avaliação. Ele não substitui em momento algum a avaliação clínica, a avaliação expert, mas é um aparelho que faz, inclusive, o paciente entender os seus problemas mais visualmente.

Muitas vezes durante a avaliação a gente tenta explicar algum problema de textura, algum problema de profundidade de uma ruga ou outra, explicar porque essa ruga precisa de botox ou porque outra ruga precisa de um preenchimento, por exemplo. Com o Visia isso se torna muito mais fácil.

A flacidez facial é uma questão para você? Veja como tratar! Clique aqui.

De que forma ele auxilia o médico?

A gente consegue virar a pele ao contrário, você consegue enxergar a profundidade dessa ruga. Isso faz com que o paciente tem uma adesão maior ao tratamento e com que a gente consiga com mais facilidade programar os passos e as etapas do tratamento de cada pessoa.

Então a análise do Visia eu gosto muito de comparar a um exame de raio-x, por exemplo. Você faz o exame com o melhor raio-x, do melhor laboratório, mas adianta entregar isso para você? Não! Eu preciso de alguém que interprete aquilo ali, que consiga tirar o melhor daquele exame, que saiba interpretar e utilizar o que esse exame mostra. Utilizar essas imagens para o benefício do paciente.

O Visia é uma ferramenta muito interessante que a gente dispõe em nossa clínica e que auxilia no traçado dos nossos tratamentos, no entendimento do nosso paciente quanto às indicações que a gente faz.

Então, por favor, ligue para os nossos canais de atendimento e agende a sua avaliação com o Visia e a sua análise. Eu acho que você vai ficar muito satisfeito e vai entender melhor sobre seu processo de envelhecimento ou de embelezamento. Me coloco à disposição para tirar outras dúvidas através dos nossos canais e redes sociais. Um abraço e até a próxima!

O efeito selfie tem levado muitas pessoas para os consultórios em busca de tratamentos estéticos e até cirurgias plásticas.

Efeito selfie – encarando as imperfeições

By | Blog

Efeito selfie. Você já ouviu falar dele?

 

Efeito selfie é o nosso assunto de hoje. Quantas vezes você já tirou uma selfie e repetiu inúmeras vezes a foto, mas nenhuma ficou do seu agrado? Ou então você tratou a foto com inúmeros filtros que disfarçam as imperfeições para postar?

Ao tirar uma selfie temos nossa autoestima atestada em todos os graus, pois a gente vê de perto as imperfeições que nos incomodam e buscamos poses diferentes para sair melhor na foto. Mas e quando nenhuma pose resolve? Aí vem o efeito selfie.

Efeito selfie: o que é isso?

A busca por cirurgias plásticas cresceu exponencialmente devido ao alto número de selfies dos tempos atuais. As pessoas se olham muito mais do que antes.

Muitas vezes o paciente chega ao consultório com fotos que o desagradam e, em sua maioria, são selfies. Isso sem se questionar sobre a distorção que esse tipo de foto tráaz.

A busca incessante pelo look perfeito com a popularização do cidadão comum, a pessoa que posta fotos e vídeos e acaba se tornando alguém muito visto nas redes sociais. Cada vez mais essas pessoas, como eu e você, pessoas comuns, buscam se parecer mais com as celebridades, com os estereótipos de beleza.

Seu bigode chinês está muito marcado? Clique aqui e veja como tratar o problema.

O que as pessoas estão procurando em termos estéticos?

As pessoas querem um nariz perfeito, um lábio volumoso, um desenho específico de rosto. Essa neurose coletiva que se formou em torno da foto perfeita deve ser bem analisada e manejada pelo profissional, buscando sempre a orientar o paciente salientar quando basta de procedimentos estéticos.

Você sabe o que é harmonização facial? Então clique aqui e conheça essa opção de rejuvenescimento!

A ética profissional deve ser sempre preservada nos consultórios, para orientar o paciente tanto tecnicamente quanto psicologicamente sobre a necessidade de intervenções reais, ou aconselhá-lo sobre os exageros. É muito importante que exista um profissional ético para falar “basta”!

Eu me coloco à disposição para analisar as suas selfies e discutir junto com você o que é uma queixa que vale a pena tratar e o que é simplesmente o efeito selfie. Nos vemos no próximo vídeo! Qualquer dúvida, basta preencher o formulário abaixo. 

Efeito Top Model Look com MD Codes

By | Promoção | No Comments

É importante lembrar que existem mulheres que tem algumas partes do rosto desproporcionais, como por exemplo um queixo mas retraído.

Por isso é importante uma harmonia de todo o rosto, para que os resultados sejam visíveis, e que os olhares sejam direcionados para a parte mais bela do seu rosto.

Saiba qual é o melhor tratamento para a sua queda de cabelo!

By | Blog | No Comments

Queda de cabelo abaixa a sua autoestima!

Quem não fica triste de ver o couro cabeludo brilhando no espelho? Ou olhar o ralo do banheiro na hora do banho e ver que ele está parecendo uma peruca de tanto cabelo? Com certeza a sensação não é nada agradável. Estou dizendo isso por experiência própria. Era aterrorizante olhar para o ralo. Dava vontade colocar tudo de volta com Super Bonder.

Como investigamos a causa?

A causa queda de cabelos deve primeiramente ser investigada e identificada da melhor maneira. Precisamos identificar qual a causa da sua queda de cabelo. Normalmente pedimos exames para excluir causas comuns de queda de cabelo, como deficiências vitamínicas e alterações hormonais.

Em um segundo momento, instituímos o tratamento para essas causas, e quando elas não se evidenciarem, pensamos em causas prováveis para a queda, como genética, alopecia androgenética ou cicatricial, ou o estresse. Quando estamos muito estressados, é muito comum vermos queda de cabelo intensas.

Nós vamos tratar o seu problema e ver se resolve a sua queda de cabelo.

Em qualquer caso, entretanto, os tratamentos locais são interessantes, tanto os instituídos para domicílio quanto os realizados em consultório que visam acelerar o processo de melhora da queda e de crescimento e engrossamento dos fios. Esses tratamento nem sempre serão necessários quando conseguimos tratar no primeiro momento, mas quando não conseguimos, é importante a gente pensar se essa queda foi muito grande ou se é interessante a gente começar a instituir o tratamento para acelerar o alívio da queda e do  crescimento de um fio que quebrou.

A mesoterapia e o microagulhamento!

Existem diversas técnicas a serem utilizadas em consultório. Todas visam maior nutrição do folículo, aumento de aporte sanguíneo, diminuição da caso hormonal na queda e estímulo do crescimento.

Algumas delas incluem a injeção de medicamentos diretamente no couro cabeludo, com entrega direta da medicação na base do folículo piloso, então ele vai agir diretamente onde o problema está acontecendo. As mesclas utilizadas dependem de cada caso, mas normalmente associam medicamentos tanto para abordagem hormonal quanto nutricional dos folículos.

A intradermoterapia ou mesoterapia, que é a injeção de ativos com agulha que injetamos o medicamento, e o microagulhamento com Drug Delivery, que são os rolinhos que passamos na cabeça e depois jogamos o medicamento que vai penetrar através dos buraquinhos , são algumas da técnicas que visam essa entrega de medicamentos direto no couro cabeludo.

Além disso, esse microagulhamento vai fazer uma superficialização de plasma ricos em fatores de crescimento e ricos em fatores regenerativos. Esses plasmas vão fazer uma melhora do crescimento capilar e da própria doença do couro cabeludo.

Fique atento!

Nem sempre é necessários o uso de medicamentos. Para o estresse, por exemplo, terapias podem ajudar.

Ainda existem outras técnicas muito novas no Brasil, como plasma rico em plaquetas, terapias com lasers de baixa potência e Leds.

É muito importante a investigação adequada de cada caso para que mais uma vez não se gaste dinheiro à toa, não se faça tratamentos invasivos sem necessidade e o mais importante de tudo: que o problema seja resolvido.

A escolha da técnica sempre estará relacionada a cada caso individualmente. Procure o seu dermatologista!

 

Para saber mais sobre o arqueamento de sobrancelhas, clique aqui!

Se você tem alguma dúvida sobre o tema ou quiser sugerir outros temas para nós, preencha o formulário abaixo!

Bigode Chinês – Como posso suavizá-lo?

By | Blog | No Comments

O que é o bigode chinês?

O tema é bigode chinês. Você sabe o que é?

O bigode chinês é um tema recordistas nos consultórios, nas mensagens das redes sociais e em tudo quanto é lugar. Seu nome real é sulco nasolabial, quando ele chega até a boca ou sulco nasomentoniano, quando ele vem até a região do queixo.

O tratamento é muito procurado porque ela chama a atenção na foto e marca muito na maquiagem, dando uma sensação de incômodo. É muito importante a gente fazer a abordagem dos múltiplos fatores que causam o problema.

Quais são as causas do bigode chinês?

Existem várias causas para o bigode chinês, então é difícil falar qual o melhor tratamento. Vou apontar algumas causas do bigode chinês e apontar para alguns possíveis tratamentos.

A primeira causa pra gente perceber é se é uma característica anatômica da pessoa. Às vezes, a pessoa tem aquele desenho de rosto e é muito difícil de se desfazer do bigode chinês.  Com a idade e com as possíveis alterações que o rosto vai passando, essa característica vai sendo exacerbada, mas o que é importante definir é se é possível a pessoa ficar livre daquele bigode chinês. Na maioria das vezes não é. Então a gente sempre tem que respeitar o desenho daquela pessoa. Já tivemos queixa daquela pessoa que fez um tratamento de bigode chinês e ficou com a cara lisa e esse não é o objetivo. Nós temos que ter sombras e sulcos desde que eles sejam agradáveis.

Muitos pacientes tem o bigode chinês desde bebê e esses pacientes vão morrer com ele. A missão é fazer com que esse bigode chinês seja agradável. Ele vai ser uma coisa que vai fazer parte do seu rosto e que não vai te incomodar tanto. O que deve ser feito é suavizar sem remover aquele desenho.

Uma segunda causa é a perda de sustentação óssea. Muitas vezes o paciente fala “meu rosto caiu, é só esticar”. Não é bem por aí. Nós temos um tamanho de crânio e na idade adulta e esse crânio vai murchando. Então é uma parte importante pensarmos que a sustentação óssea do rosto vai piorando e diminuindo. O fato de você perder sustentação na área atrás do nariz que é a fossa piriforme faz com que o nariz afunde um pouco e esse triângulo que vai se formando na lateral aumente porque rosto estará mais fino.

Outra coisa importante é a perda óssea dentária. É muito comum vermos pacientes se queixando de bigode chinês e vermos uma simetria. “Você tem uma perda de dente ?” “To tratando no dentista, fazendo implante”. A perda de dente influencia muito na exacerbação do bigode chinês, então é bom pensar até em um tratamento odontológico com o tratamento estético. Vale também pensar em preenchimentos localizados para melhorar aquela área de perda óssea.

A causa elasticidade lateral

Outro problema que causa o bigode chinês é a perda de elasticidade lateral. Isso faz com que ocorra uma dobra por cima da parte do sulco. Então muitas vezes é possível abordar o bigode chinês tratando a elasticidade lateral. Nós temos que acabar com esse pensamento de que bigode chinês se trata preenchimento na região. Para ter um rosto harmônico, um rosto bonito, um resultado natural e querer olhar uma foto antiga e ficar parecido, a gente tem que pensar sempre no que foi perdido e o que causou aquele problema.

Tratamento com volume facial

Outra coisa importante pra gente pensar é no volume facial. Esse tratamento é importantíssimo para a sustentação das partes moles do rosto. O volume é definido pela gordura e pelo colágeno e não óssea. Essa parte mole sofre perda ao longo da vida, além de ir derretendo e com isso vamos perdendo a sustentação desse volume. Muitas vezes você tem uma gordura que vai se movendo e por ela se mover para a região do bigode chinês, ela vai fazer um sulco que vai pesar na região. Ocorre então uma dobra por cima da parte da boca que vai definir esse bigode chinês.

Muitas vezes o problema não é com bigode chinês. O problema é na maçã do rosto que perde sustentação ou volume. Aquela pelinha murcha cai ou uma pele pesada com gordura cai por cima do bigode chinês. Então a questão do volume é importante para pensarmos se existe uma perda de volume ou se existe um peso dele sobre esse bigode chinês. Quando descobrimos qual foi o motivo, podemos pensar no tratamento e temos duas opções: a primeira é uma volumização da região adjacente e a segunda seria sustentando esse volume e reposicionando para poder fazer essa sustentação. Nós pensamos nisso também.

 

Para saber mais sobre a flacidez facial, clique aqui!

 

 

Tome cuidado!

Essa região é muito rica em artérias e não pode se pode comprimir e nem exagerar com os procedimentos na volumização local porque você pode ter problemas maiores decorrentes dos próprios procedimentos, então deve se pensar sempre na limitação do método e aceitar que nem sempre é possível ficar sem sulco e sem dobra até porque não fica legal. Temos acima de tudo querer ficar com um rosto bonito e natural.

Agende nossa avaliação gratuita. Preencha o formulário abaixo.

 

Cicatrizes de acne – Qual o melhor tratamento para cada uma delas?

By | Blog | No Comments

O que são cicatrizes de acne?

Sabe aquela espinha ou cravo que você espremeu e ficou uma cicatriz. Cuidado! Nunca faça isso.

As cicatrizes de Acne são todas aquelas marcas profundas em nosso rosto após espremermos espinhas e cravos. Os poros abertos causam perda de volume localizado por destruição do volume natural causado pela inflamação. Essas cicatrizes e manchas geram desconforto e ocorrem principalmente na bochecha, testa ou queixo.

Os tratamentos geralmente são associações, porque dificilmente nós temos um tipo de cicatriz em um paciente só. Normalmente, ele tem todos os tipos.

Quais sãos os tipos?

O primeiro tipo seria a cicatriz pequena ou poro aberto: são aqueles furinhos pequenos que temos no rosto que parece um poro, mas é uma cicatriz, algo mais profundo. As mais pequenas sãos mais fáceis de tratar por não ter uma borda mais larga e ser localizada. O tratamento indicado é o laser de CO2 fracionado, mas somente numa pele mais clara. O microagulhamento é indicado para que tem contra indicação ao laser de CO2 fracionado e pode ser usado em qualquer tipo de pele.

O segundo tipo de cicatriz são as cicatrizes largas, porém rasas: são aquelas que você vê uma quebra da pele e não vê uma sombra tão profunda. Essa cicatriz não é tão complicada de tratar. Com o laser de CO2 fracionado é possível de ser resolvida ou com o preenchimento local por ela ter pouca perda de volume. Os resultados costumam ser bem bacanas.

O terceiro tipo sãos as cicatrizes largas e profundas: essas cicatrizes sãos aquelas que tem uma borda larga e o fungo dessa cicatriz é fibrótico. Ela teve uma lesão da epiderme e essa lesão causou uma cicatriz brilhante e que chama a atenção. Essa cicatriz tem que ser tratada através de lesão das bordas para que elas vão cicatrizando. Muitas vezes essa cicatriz precisa do preenchimento, porque existe uma perda de volume bem localizada.

O quarto tipo é Fibroses e lipodistrofias: são aquelas que após uma acne mais severa, quanto tem fístula, tem muito nódulo, a famosa espinha interna e que você tenta espremer e ela não sai. Você nunca deve tentar espremer, porque essa bolinha causa uma absorção grande de colágeno e de gordura local e ela faz uma fibrose. Essa fibrose causa como se fosse uma cola entre a camada mais superficial da pele com a mais profunda. Nós temos que quebrar essa fibrose, normalmente com subcisão. Com isso tudo tem a perda de volume, de colágeno, de gordura. É como se a inflamação da acne saísse varrendo tudo aquilo que você tem de volume no seu subcutâneo e jogasse fora. Nesse caso, tem que tratar a fibrose, fazer um preenchimento e fazer um estímulo muito grande colágeno na região.

Os tratamentos são demorados?

Cada tipo de cicatriz deve ser abordado de forma diferente. A maioria dos paciente tem vários tipos de cicatrizes juntas e cada uma tem que ser abordado da melhor maneira.

Os tratamentos não são rápidos. Geralmente eles precisam de uma cicatrização da pele e exigem que o próprio paciente responda ao tratamento. Os intervalos do tratamento são mensais e os preenchimentos tem uma durabilidade maior.

Busque um profissional para realizar esse tratamento!

 

Se você quer saber mais sobre harmonização facial, clique aqui!

 

Para realizar um avalaição gratuita de suas cicatrizes de acne, preencha o formulário abaixo.

Saiba como evitar a papada!

By | Blog | No Comments

O que é a papada?

Hoje vou falar sobre a tão terrível e temível papada. Muitas vezes eu recebo mulheres que usam as mães de exemplo para falar sobre o papo. O objetivo delas, ao vir no consultório, é fazer qualquer coisa para evitar que a papada da mãe não seja a futura delas.

A papada é toda aquela sobra de pele que fica na região abaixo do queixo. Ela pode ocorrer tanto em homens quanto em mulheres.  Os outros nomes mais comuns são o papo ou o queixo duplo.

Geralmente ela aparece aos 35 anos de idade e não é um problema simples. É um inestetismo multifatorial que precisa ser abordado da maneira correta para que seu resultado seja o melhor possível.

Quais sãos os tipos?

Existem 4 tipos:

  1. Papada gorda: é aquela gordura localizada na região.
  2. Papada flácida: é a pele que fica pendurada, o chamada pescoço de peru.
  3. Papada muscular: é a mais incomum. é a frouxidão muscular que acaba juntando o pescoço com o queixo.
  4. Papada por conformação óssea: a pessoa não tem o desenho da mandíbula. o rosto fica mais arredondado.

Quais são as causas?

As causas para a papada são diversas, mas a mais comum é o acúmulo de gordura na região do pescoço. A flacidez causada pela idade, o posicionamento de ossos do maxilar e da mandíbula, a deficiência de volume do osso da mandíbula, frouxidão muscular causada pela respiração, genética e o emagrecimento também são outras causas para o surgimento.

Como posso tratar?

O tratamento contra a papada é determinado por cada profissional. Os mais comuns são:

  1. Criolipólise, técnica que usa o frio para provocar a morte das células de gordura da região.
  2. Carboxiterapia, tratamento que age diretamente na região da gordura e flacidez
  3. Radiofrequência, tratamento que estimula a formação do colágeno que diminui a flacidez.
  4. Ultrassons microfocados, tratamento para enrijecer músculo e fazer o desenho entre rosto e pescoço.

 

Para saber mais sobe a flacidez facial, clique aqui!

Para marcar uma consulta, preencha o formulário abaixo:

 

Como tratar a flacidez facial? Saiba aqui as melhores indicações de tratamento!

By | Blog | No Comments

O que é Flacidez Facial?

A flacidez facial é o envelhecimento natural da pele que atinge principalmente as mulheres. Acompanhada de rugas e linhas de expressão, a flacidez facial é um dos problemas de pele mais comum. Com a idade nosso rosto vai derretendo e tomando um aspecto de pele cansada e sem vida. 

Ela ocorre porque as fibras de sustentação da pele, o colágeno e a elastina, sofrem com ações da exposição solar, alimentação inadequada, alterações nos hormônios e genética. Os sinais de uma flacidez facial são pele enfraquecida e sem elasticidade.

Quais são as principais causas?

A flacidez facial ocorre por conta de quatro fatores.

O primeiro é a perda de colágeno e elastina na pele, que sofre alterações ao longo do tempo devido aos motivos já explicados.

O segundo é a perda do tônus devido à atrofia da musculatura, que nada mais é do que a perda do tecido muscular.

O terceiro é a perda de gordura facial que promove a sustentação, o que deixa o nosso rosto com uma aparência menor do que era.

O quarto é o processo de reabsorção dos ossos da face que causa o afinamento da mandíbula e dos dentes com alteração do suporte ósseo.

O tabagismo, falta de atividade física, estresse também pode ser um causador da flacidez facial.

Como eu posso tratar?

O tratamento contra  flacidez facial é considerado bem simples dentro da dermatologia. O uso de cremes específicos e indicados por dermatologistas para manter a pele hidratada; utilizar filtro solar para a proteção contra os raios solares; beber bastante líquido e realizar atividades físicas.

Para quem sofre com uma flacidez mais intensa, existem procedimentos como o uso de lasers que prometem melhorar a firmeza da cútis e reduzir as rugas superficiais e profundas.

 

Para saber sobre a harmonização facial, clique aqui!

 

Lembre-se de visitar o seu médico!

O importante é visitar o seu médico a partir dos 25 anos. Geralmente, é nessa idade que começa o processo de envelhecimento.

É importante  sempre prevenir os danos do tempo para que nunca sejam necessárias grandes intervenções. O cuidado constante leva a resultados mais naturais, menor investimento financeiro e maior retorno pessoal.

 

Para agendar uma consulta com a gente, preencha o formulário:

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]