Criolipólise

Com criolipólise pode-se  eliminar até 25% da gordura na região trabalhada em uma única sessão. Não há nenhum repouso após a sessão e os resultados são reais!

Existe uma grande descrença em tratamentos da moda. A Criolipólise s etornou muito popular pela sua eficácia e simplicidade. Ao mesmo tempo, ela é alvo de muitas críticas pela incerteza quanto à sua segurança.

Como funciona o tratamento?

A região que será tratada com a Criolipólise é coberta por uma manta que protegerá a pele do frio, visando evitar efeitos colaterais indesejáveis. A manopla do aparelho é posicionada na região e a mesma suga, juntamente com a manta, a gordura que será tratada. Essa gordura fica congelada por cerca de uma hora. O paciente pode ler, jogar joguinhos, falar no celular ou até dormir. Normalmente o tratamento é indolor, mas pode ser desconfortável. E gelado…

Após a aplicação, a região é massageada para voltar a temperatura do local tratado. O local pode ficar arroxeado, vermelho e sensível nos primeiros dias, mas a sensibilidade é passageiracriolipolise horta duarte

Como funciona o tratamento?

Quando ocorre o resfriamento da gordura, a membrana das células é danificada, levando a auto-destruição dessas células. Elas são eliminadas pelo próprio organismo. O mais interessante é que não há impacto no colesterol. O resultado é gradual, e começa a ser obervado após 12 dias, mas o resultado final pode ser visto após 12 semanas.

Curiosidades sobre a Criolipólise

Você pode tratar virtualmente qualquer área onde o aparelho se encaixe, como barriga, flancos (pneuzinhos laterais), cintura, costas, braços, culotes, coxas…

O número de sessões varia de acordo com cada paciente. Pessoas magras com gordura localizada real, normalmente ficam satisfeitas com 1-2 sessões. Com uma sessão já se vê diferença, mas podem ser feitas quantas sessões forem necessárias. A decisão é tomada pelo paciente em conjunto com o médico. O intervalo entre uma sessão e outra na mesma área é de 3 meses pelo menos.

A Criolipólise não deixa a pele flácida. Uma boa indicação deve ser feita pelo médico, pois locais onde a pele é muito flácida, pode parecer mais flácido com o tratamento. Mas não é um efeito colateral do tratamento, e sim uma consequência da perda de volume numa área de pele flácida. Seria a mesma coisa que perder muito peso. Se a pele não for tratada, ela “sobra”. Isso vale para qualquer tratamento que visa perda de medida. Deve-se pensar em tratar a pele sempre, em caso de perda de medidas ou peso.

 A Criolipólise não emagrece. Ela visa tratar gordura localizada. O interessante é sempre associar métodos, como atividade física e dieta.

Riscos da Criolipólise

A Criolipólise sempre deve ser feita sob o olhar medico. É importante ser avaliado pelo profissionalmédico, e tê-lo como referência do tratamento. A aplicação do aparelho e relativamente simples. O Mais importante é saber que você está respaldada por bons profissionais, boa qualidade da manta que é utilizada no procedimento, aparelho com registro na ANVISA e padrão de segurança no controle da temperatura.

Utilizando-se do padrão adequado de qualidade numa aplicação de Criolipólise, os riscos são mínimos. Mesmo assim, há casos de inflamação dos nervos da pele, chamada neurite, que causa dor na região tratada. Este efeito colateral deve ser relatado ao médico para tratamento.

Alguns pacientes, raramente queixam mal estar logo após o tratamento. Devido a esses fatores, dá-se a importância de realizar a Criolipólise com o profissional médico.

A queimadura pela Criolipólise é um caso discutido em vários fóruns da internet. Quando o de tratamento protocolo é montado dentro de parâmetros de segurança, os riscos são pequenos, mas em casos muito raros pode acontecer algum tipo de queimadura no pós procedimento, e por isso é importante fazer o procedimento num local onde você terá esse respaldo de acompanhamento.

Principais contra-indicações da Criolipólise:

Gestantes, mulheres em fase de amamentação, obesos, presença de varizes no local, urticária ao frio, alergia a metais, portadores de marca-passo, portadores de angioedema hereditário (AEH), trombofilia, grau de flacidez acentuado na região, presença de hérnia no local e uso contínuo de anticoagulante.

Ligue e marque sua avaliação gratuitamente.

Com criolipólise